Campanha Amar Madagascar, em São Paulo-SP

No sul da ilha de Madagascar, existe um lugar difícil de imaginar, mas o nosso coração já está chegando lá. Pessoas com doenças graves, como câncer, hanseníase, esquizofrenia, deficiência mental e física vão sobrevivendo aos dias, suportando as dores, sem assistência. Profundamente comovidos, vamos abraçar esse desafio humanitário e convidamos você também a amar Madagascar.
Ingressos: R$ 25,00
https://www.sympla.com.br/amar-madagascar—novo-desafio-humanitario__380300?fbclid=IwAR3GHuJIEfihTS_283fFWh3UkOB7x3I94Viy1mX8ZxfewlwOG0UjNZ067h0

Programação

14h30 Abertura com apresentação musical

15h Nossa humanidade – Caçadores de Bons Exemplos

Yara e Eduardo decidiram mudar de vida e viajar o Brasil e o mundo para conhecer e divulgar ações positivas. Nessa aventura muito séria, reúnem histórias inspiradoras de corações que trabalham por um mundo melhor.

15h45 Fraternidade sem Fronteiras – Wagner Moura, fundador e presidente FSF

Ele atendeu a um chamado do coração. Em 2009, foi sozinho à Moçambique conhecer a realidade de extrema miséria das crianças africanas. Iniciou, então, o trabalho humanitário que hoje acolhe 15 mil pessoas, unindo milhares de padrinhos, voluntários e apoiadores.

16h45 Ação Humanitária em Madagascar – Janaíne Camargo de Oliveira

Médica de família e comunidade, é Preceptora da Residência de MFC no Albert Eistein/SP. Desde agosto deste ano, vive diariamente a experiência humanitária, em Madagascar, onde a FSF adota o modelo de atenção à saúde integral (biopsicossocial-espiritual). A entrega de conhecimento e afeto às crianças e mães vai compondo histórias comoventes e lições inestimáveis. Agora, abraça um novo e grande desafio humanitário no sul da ilha, ampliando o serviço de aliviar a dor com amor.

17h30 Perspectivas de ação: quando o cuidado nos chama, o que é possível fazer? – Maria Goretti Maciel

Médica de corpo e alma, trabalha nas áreas de Medicina de Família e Comunidade e Cuidados Paliativos.
É Diretora de Serviço de Cuidados Paliativos do Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual de São Paulo – IAMSPE e Diretora/Coordenadora Pedagógica/Professora do Instituto Paliar. Com ampla contribuição na área, é sócia fundadorada Academia Nacional de Cuidados Paliativos – ANCP.
Movida pelo amor e pelo cuidado, esta apoiando diretamente a campanha Amar Madagascar, com apoio do Instituto Paliar.17h45 Amar Madagascar – palavras finais Wagner Moura

17h45 Palavras finais – Wagner Moura